Intercâmbio - Dicas

Introdução

Intercâmbio é a forma mais completa de aprendizado de uma língua e sua cultura. A experiência de convívio humano e as situações reais de comunicação que daí decorrem são os grandes benefícios. A oportunidade de imersão na língua e na cultura estrangeira é, às vezes, de maior valor que a instrução formal recebida em sala de aula.

Divulgação e intermediação

Quanto maior e mais famosa a agência de intercâmbio, tanto maior a chance de se encontrar conterrâneos brasileiros, com os quais invariavelmente acaba-se falando português. Este é um fator de peso para o aproveitamento do aluno.

Viajar sozinho ou em grupo?

Viajar em grupo é muito divertido, pois o convívio com conterrâneos forma uma zona de conforto mas também cria um microambiente de língua e cultura brasileira que acaba comprometendo o objetivo principal da viagem - o aprendizado da língua e da cultura estrangeira. O convívio com conterrâneos é difícil de ser evitado. Somos naturalmente atraídos por aqueles com que compartilhamos os mesmos valores. Isso, entretanto, reforça nossos preconceitos culturais e nos cria uma certa impermeabilidade aos valores da cultura estrangeira. O intercambista solo fica muito mais permeável à cultura estrangeira. Para enfrentar a saudade e a solidão, a pessoa se abre mais em busca de convívio humano. Torna-se mais tolerante com as diferenças e assimila tudo de forma mais completa.

Carga horária

Programas de 20 e 25 horas semanais são mais procurados do que os de 30 horas por serem menos cansativos e permitirem mais tempo para outras experiências, além de mais baratos. A regra geral é a seguinte: quanto mais longo o programa, menor a carga horária. Uma carga horária de aula de 30 horas semanais é mais indicada para programas curtos de 4 semanas ou menos.

Localização

Cidades pequenas podem ser mais interessantes e mais baratas do que cidades grandes. Grandes metrópoles não oferecem a mesma facilidade de convívio comunitário das pequenas cidades, e dificilmente os programas de ESL nelas instalados oferecem a opção de estadia em casa de família. O aluno que deseja conhecer os atrativos de uma grande metrópole, pode fazê-lo em fins de semana ou ao final do programa, antes de retornar. Evite também lugares turísticos, principalmente em épocas de férias.

Clima

Nós, que vivemos num clima tropical, facilmente nos deixamos levar pela preocupação de passar desconforto em países de clima frio. Entretanto, aqueles que já tiveram a experiência sabem que a preocupação não procede. Nos países de clima frio, todas habitações e prédios possuem aquecimento central de grande eficiência e o frio é predominantemente seco, o que ajuda a não causar desconforto. Um inverno no Canadá, por exemplo, pode se constituir numa experiência inesquecível.

Tipo de acomodações

Homestay (estadia em casas de famílias) é normalmente a alternativa mais barata para curtos períodos (1 a 4 meses), e a mais interessante dos pontos de vista de intercâmbio cultural e de contato com o idioma, pela oportunidade de convívio que oferece. As famílias normalmente são remuneradas pela hospedagem e serviço que oferecem e têm experiência em receber estrangeiros das mais diferentes procedências. Portanto, estão acostumadas a lidar com diferenças culturais, têm um alto grau de tolerância e tratam o hóspede com profissionalismo. Verifique sempre se as acomodações são individuais ou se você terá que dividir o quarto com outro estudante estrangeiro. Este detalhe pode influir no preço significativamente.

Passagem aérea

Se a passagem aérea lhe for oferecida num pacote fechado, exija o preço discriminado do curso e da passagem, bem como a opção de comprá-los separadamente, para ter certeza de que em nenhum dos itens você está pagando mais do que o necessário.


Destinos


Voltar