Fórum EMB de Discussões
[  EMB's Main Menu  |  Forum Index  |  Cadastro  |  Search  ]
   
ENGLISH
PORTUGUESE
 LINGUISTICS & CULTURE


Autor:  O. P. DoVale
E-mail:  deltavale@ig.com.br
Data:  19/MAR/2005 12:13 PM
Assunto:  Re: Ineficiencia das escolas brasileiras
 
Mensagem:  Parabéns pelo excelente tema e pelas opiniões expostas aqui.

Observa-se que a aprendizagem de uma língua envolve diversos fatores como o professor, a escola, os alunos e fatores relacionados com o ambiente sóciopolítico onde as aulas são ministradas. Concordo plenamente que para aprender inglês não é preciso sair do país, pois tenho encontrado muitos brasileiros que nunca saíram do Brasil e fala um excelente inglês. Também acredito que a vivência no país nativo de uma língua aumenta as possibilidades de aprender o idioma e (pode) ajudar na fluência do mesmo. Eu friso "pode" porque tive a oportunidade de encontrar estrangeiros de diversos paises na América do Norte e na Europa que vivem em paises de língua inglesa por muitos anos e não falavam a língua (só arranhavam).

É observado que existe uma grande responsabilidade das escolas no ensino da língua, uma vez que numa avaliação de baixo para cima, o objetivo principal de uma escola de inglês seria ensinar o inglês. Se o aluno não aprende depois de anos nesta escola, ela não atingiu seu objetivo. O mesmo vale para o professor. Um professor que se preza não se rende mediante um aluno com dificuldades, pois é sabido que pessoas aprendem de diferentes formas (auditivo, visual etc.) e o sistema de repetição (parroting) não funciona para todos os alunos. Por outro lado, a concentração das escolas somente nos lucros obtidos, faz com que o ensino se torna difícil, uma vez que elas abarrotam uma classe com 15 ou 20 (e até 60) alunos para uma aula de 60 minutos. Nesta condição, não é possível para os alunos ouvir o professor, nem o professor ouvir os alunos e corrigir os erros de gramática e de pronúncia. Também, qual o professor que se importaria com erros de 20 alunos que pagam 120 reais cada por mês por 2 ou 3 aulas semanais, enquanto o professor ganha entre 10 a 15 reais por aula/hora? Receita da escola: (120x20=2400), receita do professor contratado (2aulasx$15x4semanas=120 reais/mês.) Sem contar o engodo dos métodos, onde se oferece um curso por 120 reais e cobram de material didático 180 reais. Os professores são incentivados a não concentrar muito nas lições por que (dizem) que os alunos não vão conseguir reter muito do material ensinado, e são forçados a fazer um teste fácil para que estes alunos sejam promovidos rapidamente para outro nível, trazendo assim, mais receitas com vendas de mais material didático. Uma escola me explicou que na verdade a única coisa que traz receitas são os livros porque os alunos vão desistir do curso e o que realmente traz divisa são os livros vendidos.
Com todo este cenário, fica difícil dizer se o fator fundamental para a aprendizagem seria o desempenho e a força de vontade do aluno. Conheço muitos que passaram 4 a 8 anos estudando inglês numa escola, comprando todos os livros, livros de exercícios, fitas e cds, filmes etc., e no entanto, escreve, lê (em voz baixa) mas não fala fluentemente a língua.

Como poderia dizer que um aluno que estudou 4-8 anos numa escola, sem aprender bem falar a língua, não tem força de vontade? Quantos anos levam para formar um advogado, contador, engenheiro? Garanto que não leva 8 anos para formar um bacharel. Agora imaginem um contador que passou 8 anos aprendendo numa faculdade e no final falasse que só sabe postar as contas, mas não sabe fechar(e bater)um balanço. Esta é a situação de muitos dos alunos de inglês do Brasil.

Agradeço pela oportunidade de expressar meu ponto de vista e peço desculpas pelo meu português, pois como o inglês, foi vítima dos diversos fatores que afetam a aprendizagem da língua.


Envie uma resposta
Índice de mensagens


 English Made in Brazil -- English, Portuguese, & contrastive linguistics
Ineficiência das escolas brasileiras  –  Mario  19/FEV/2005, 9:09 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  NOBRE  19/FEV/2005, 10:27 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  Mario  20/FEV/2005, 8:45 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  Vigia  20/FEV/2005, 9:31 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  Mario  21/FEV/2005, 11:25 AM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  Eddy Souza  21/FEV/2005, 1:04 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  David  21/FEV/2005, 10:49 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  Mario  22/FEV/2005, 5:29 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  David  22/FEV/2005, 8:51 PM
 Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  O. P. DoVale  19/MAR/2005, 12:13 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  Ricardo - EMB -  21/FEV/2005, 1:53 PM
Re: Ineficiencia das escolas brasileiras  –  Mario  21/FEV/2005, 4:31 PM
Re: Ineficiência das escolas brasileiras  –  Dale  21/FEV/2005, 3:18 AM
Re: Ineficiência das escolas brasileiras  –  José Roberto  21/FEV/2005, 9:34 AM

Contents of this forum are copy-free.
By S&K