Fórum EMB de Discussões
[  EMB's Main Menu  |  Forum Index  |  Cadastro  |  Search  ]
   
ENGLISH
PORTUGUESE
 LINGUISTICS & CULTURE


Autor:  Marco
E-mail:  matress@bol.com.br
Data:  17/JAN/2006 12:36 PM
Assunto:  História X estória
 
Mensagem: 

 

(...) Com data de onze de maio de 1973, enviou-nos Ezio Pinto Monteiro, do Rio de Janeiro, linhas em que relata a "severa crítica" que Francisco Inácio Peixoto lhe fizera por ter empregado "estória" no título de uma tradução de livro em inglês; a essas linha o missivista carioca anexou um recorte de jornal de Belo Horizonte, em que o professor Aires da Mata Machado Filho transcreve carta do mesmo escritor. (...)

 

"Estória me causa engulhos. A segunda edição facsimilada de Antônio de Morais e Silva (1913, quando ele ainda vivia) nada traz de "estória". Nas Lições de Português, em que faz  mais de vinte comentários sobre arcaísmos morfológicos, Sousa da Silveira nada diz a respeito de história. Estória é um verdadeiro desatino gráfico; releia-se qualquer glossário de arcaísmos: omem, ome; eimigo, imiigo... Acho a coisa de uma excentirdade irritante. Sem utilidade alguma. Em nenhuma língua de origem românica você encontrará a distinção; o italiano só tem storia, mas em que dicionário, em que livro você encontrará ressuscitada a palavra?"  

 

Essa macaquice - perguntamos agora nós - é privativa de brasileiros?

 

É falso - é impossível - que um reforma ortográfica tenha introduzido distinção entre história e estória; o acordo ortográfico vigente no Brasil é o de 1943, e o Pequeno vocabulário Ortográfico não traz a inovação; nem esse o brasileiro, nem o de Portugal, que é o completo.

 

Se no inglês existem duas palavras, o problema da sua distinção pertence aos que falam esse idioma. (...)

 

"Estória"  já existiu no idioma, ao lado de "istória", na época medieval, quando ainda não havia grafia uniformizada para os nossos vocábulos, não como inúteis invenções distintas de significados, senão como formas originais de grafia da nossa palavra história, que teve ainda a forma intermediária "hestoria".(...)

 

 

 

A delapidação do vernáculo sempre acompanhou na história o esboroamento da nação. País de cultura e unidade, de escolaridade, de horas de aula e de professores para todos, tem uno e culto o idioma, sem invencionices nem leviandades. É  o conhecimento e o respeito do idioma a alma mater do civismo.

 

Napoleão Mendes De Almeida - Dicionário de Questões Vernáculas, 3ª ed, p. 247-9


Envie uma resposta
Índice de mensagens


 English Made in Brazil -- English, Portuguese, & contrastive linguistics
 História X estória  –  Marco  17/JAN/2006, 12:36 PM
História X estória  –  Márcio Osório  17/JAN/2006, 2:22 PM
História X estória  –  Deivis  17/JAN/2006, 2:56 PM
História X estória  –  Márcio Osório  17/JAN/2006, 4:46 PM
História X estória  –  José Roberto  18/JAN/2006, 1:28 AM
História X estória  –  Mauro  11/MAI/2006, 10:10 AM

Contents of this forum are copy-free.
By S&K