Fórum EMB de Discussões
[  EMB's Main Menu  |  Forum Index  |  Cadastro  |  Search  ]
   
ENGLISH
PORTUGUESE
 LINGUISTICS & CULTURE


Autor:  José Roberto
E-mail:  josezambon@merconet.com.br
Data:  01/AGO/2003 1:38 PM
Assunto:  Re: Desde quando ditongo é fonema?
 
Mensagem:  Caro Ygor Você disse:"Entendo. Mas, quer dizer que, então, não há o mesmo som de /a/ em 'but', 'photograph' e 'bird'?" Bem, em 'photograph' o "o" tem um som intermediário entre o "ó" do português e o "a" do português, a diferença entre 'bird'e 'but' é bem sutil, ao que me parece você estica um poucos os lábios para dizer 'bird' (como se sorrise), mas quando falo de sons eu me ligo e me apoio principalmente aos símbolos fonéticos pois meu ouvido não é musical o suficiente para distinguir exatamente sons próximos. Antes de conhecer este sítio eu me preocupava principalmente com consoantes ('th'por exemplo) e nem dava conta de sutis diferenças (sutis para nós) como 'bad' e 'bed' (apesar de que no inglês britânico padrão ou RP -received pronunciation- o 'a' soa quase que como 'a' de 'father', uma vogal que parece não existir no inglês americano), mas agora eu me preocupo primordialmente com as vogais pois de fato os maiores problemas com consoantes são o 'r' e o 'th' tanto sonoro quanto surdo, de resto as consoantes não são tão problemáticas quanto as vogais. Você disse: "Não sabia que o frisão tinha o mesmo número ou até mais! Realmente, o inglês britânico, se não me engano, possui mais tritongos, mas acho que não com a riqueza do português, mesmo fonética, que possui inclusive tritongos nasais (o que é raríssimo dentre as línguas do mundo!)." De fato, raríssimo, e foi há pouco que eu me toquei disso, o alemão por exemplo tem apenas três ditongos (ai,au e ói), como descrição eu acho válida estas comparações, vou ver se encontro mais informações sobre ditongos e tritongos em línguas no mundo, quanto ao inglês britânico (padrão Rp), ao que me parece tem-se umas 15 vogais, mas eu não estou certo desta informação. Você disse: "... Não sei se você prestou atenção na mesma coisa que eu, mas a pronúncia do [ë] (pus tremas já que não dá para pôr til em cima do 'e') é menos nasal na primeira e mais nasal e fechada na segunda." Também reparei isso e você explicou bem o fenômeno, (algumas Bíblias "Almeida" mais antigas oui não atualizadas têm a grafia "teem"). Você disse:"...mas, enfim, por que não se consideram as vogais nasais na contagem das vogais do português? Não se pode dizer que não existem simplesmente porque apareceram por influência? E como explicar o caso do 'ão', na qual o 'n' caiu há séculos?" Este é o cerne da questão, bem, aqui vale as metodologias de cada pesquisador, o Ricardo justifica sua metodologia em não aceitar as vogais nasais desta maneira: "O fato de o português (assim como também o francês e o polonês) fazer largo uso da nasalidade não invalida o argumento aqui apresentado. Nasalidade é produzida pelo rebaixamento parcial do véu palatino, de maneira que nas vogais parte do fluxo de ar passa através da cavidade nasal, a qual funciona então também como câmara de ressonância. Isto altera o som apenas pelo fato de acrescentar uma característica nova, mas deixando as demais características da vogal inalteradas." citação de: http://www.sk.com.br/sk-voga.html) Talvez outros pesquisadores tenham outra metodologia e ninguém é obrigado a aceitar esta explicação, agora veja outra passagem: "O número de vogais com relevância fonêmica em uma língua é portanto um fator determinante do grau de dificuldade em se obter proficiência oral e uma boa pronúncia. Embora neste trabalho tenhamos identificado apenas onze vogais para o inglês norte-americano, Mazurkiewicz (69) relacionou pelo menos quinze vogais, ao passo que D’Eugenio encontrou ainda mais: “É notório o fato de que o inglês é rico no número de vogais, contendo nada menos do que vinte fonemas vocálicos (doze vogais puras e oito ditongos)” (54, minha tradução)." citação de: http://www.sk.com.br/sk-voga.html Então de acordo com D'Eugenio a nossa língua portuguesa teria mais sons vocálicos, pois na contagem dele ele inclui os ditongos do inglês, e em português temos um sem números de ditongos e ainda os tritongos, isso só serve para se erguer mais questões, quem está certo? Eu particularmente acredito que ditongos e tritongos são apenas interpolações de vogais, se fosse fazer um estudo sobre o assunto, não incluiria ditongos e tritongos. Na verdade, a contagem de sons de uma língua ou dialeto não é totalmente precisa pois o 'schwa' aparece de várias formas, o exemplo de 'tem' e 'têm' mostram duas vogais muito sutis, o 'tr' do português tem uma característica diferente do 'tr' do inglês (compare 'trem' com 'train'). Para finalizar o Ricardo diz: "Vogais são sons da fala humana produzidos por um fluxo de ar contínuo, acompanhado de vibração das cordas vocais. O que diferencia uma vogal da outra, na maioria das línguas, não é a intensidade nem a freqüência, mas o timbre. Sons vogais variam de forma contínua, SENDO PRODUZIDOS POR UM NÚMERO PRATICAMENTE INFINITO DE POSIÇÕES INTERMEDIÁRIAS DA LÍNGUA DENTRO DA CAVIDADE BUCAL." (destaque meu) citado de: http://www.sk.com.br/sk-voga.html Ygor, você estuda letras, o que tem a dizer sobre isso? Por favor, responda José Roberto


Envie uma resposta
Índice de mensagens


 English Made in Brazil -- English, Portuguese, & contrastive linguistics
Desde quando ditongo é fonema?  –  Ygor Coelho  31/JUL/2003, 2:54 AM
Re: Desde quando ditongo é fonema?  –  José Roberto  31/JUL/2003, 9:47 AM
Re: Desde quando ditongo é fonema?  –  Ygor Coelho  01/AGO/2003, 12:34 AM
Re: Desde quando ditongo é fonema?  –  Ygor Coelho  01/AGO/2003, 12:37 AM
 Re: Desde quando ditongo é fonema?  –  José Roberto  01/AGO/2003, 1:38 PM
Re: Desde quando ditongo é fonema?  –  Ygor Coelho  02/AGO/2003, 1:10 AM
Re: Desde quando ditongo é fonema?  –  José Roberto  03/AGO/2003, 2:21 PM
Re: Desde quando ditongo é fonema?  –  Ygor Coelho  03/AGO/2003, 3:20 PM
Re: Desde quando ditongo é fonema?  –  Franey  06/DEZ/2009, 3:11 PM

Contents of this forum are copy-free.
By S&K